Amor e Ordem- O Despertar


Livro: Amor e Ordem- O Despertar 
Autora: Daniele Fleur
Editora: Deuses
Número de páginas: 127
Lançamento: 2014
Minha avaliação no Skoob:  ♥ ♥ ♥ ♥ 

O livro começa contado a história de John Peter, um jovem alemão que vive em São Paulo, e que após receber os ensinamentos do seu avô que foi SS de Hitler, John se tornou um cara violento, preconceituoso e líder de um grupo de Skinheads Neonazistas. John é um cara extremamente inteligente, e é também um verdadeiro líder, com um grande potencial para ferir as pessoas e tentar colocar em prática seus princípios obscuros. Porém tudo isso muda após ele conhecer, Celenna. Uma linda jovem negra, que com o seu jeito e sua beleza faz Jonh, se apaixonar perdidamente por ela. Mas como um cara seguidor e admirado de Adolf Hitler, pode se apaixonar por uma negra? É isso que Jonh tenta entender, após perceber que está apaixonado por Celenna, pois isso para ele é extremamente errado. Até porque na cabeça dele, ele é de uma raça ariana pura e superior a dela.
 
Mas essa paixão não seria algo tão grave, se Celenna também não tivesse se apaixonado por ele, e se ela não fosse tão persistente. Celenna assim que conhece Jonh se apaixona perdidamente e decidi conquistá-lo, mesmo sabendo o seu estilo de vida, e conhecendo seus princípios preconceituosos e sem escrúpulos. Porém, esse amor precisa passar por grandes obstáculos, pois o avô de Jonh é uma pessoa muito influente na sociedade e todos tem medo dele, ou seja, o que ele fala é lei. E sem dúvidas ele não vai gostar nenhum pouco dessa história.
 
Porém quem precisa mesmo superar o preconceito e desperta é Jonh, pois ele reprimi esse sentimento de todas as maneiras possíveis. O livro é uma história curta e leve, mas que prende o leitor do começo ao fim, pois ele passa ensinamentos inexplicáveis! Uma história que contém apenas 125 páginas, consegue falar sobre: Amor, preconceito, aceitação, amizade, lealdade etc.

Uma lição que autora Daniele Fleur passa através do livro é que: “Você não é inteligente por aquilo que sabe. Você é inteligente por aquilo que faz, com aquilo que sabe”. O livro também traz algumas explicações sobre o Exército Vermelho. 

E também fala sobre símbolos e o que eles representam para aqueles que até hoje são seguidores da causa de Adolf Hitler. Também encontrei no livro algumas explicações sobre Holocausto no Brasil, pois é, não é todos que sabem, mas o Holocausto não aconteceu apenas na Alemanha Nazista, ele também aconteceu no Brasil. 

 
Isso aconteceu por volta de 1930 e 1980, na cidade de Barbacena, qualquer pessoa que era considera “diferente”, era internada no hospital colonial. Ou seja, se você fosse negro pararia lá, se você fosse gay também iria e se você fosse tímido demais, advinha? Também pararia lá. As pessoas lá eram tratadas de maneira monstruosa, passando fome, frio, sofrendo de doenças como pneumonia etc. Mais de 60 mil pessoas foram mortas, e 1.853 corpos foram vendidos para 17 faculdades de medicina. E nem 70% das pessoas internadas no hospital e mortas, foram realmente diagnosticadas com problemas mentais. Por isso que esse fato histórico, ganhou o nome “Holocausto no Brasil”.


A História também cita os nomes dos maiores  seguidores de Adolf Hitler, ou seja, é um romance curto, mas que traz conhecimentos necessários para qualquer pessoa. Eu particularmente, gostei muito dessas explicações. Porém, boa parte delas eu já tinha conhecimento, pois eu sempre me interessei muito pelos fatos que ocorreram durante Alemanha Nazista. Ou seja, se você já leu O Menino de Pijama Listrado, A Menina Que Roubava livros, O Diário de Anne Frank, Ele Está de Volta, ou algum outro livro que fala mais sobre a vida de Adolf Hitler, vai gostar das explicações e conhecimentos que esse livro vai te transmitir sobre esse assunto. 
 
Amor e Ordem, também fala sobre o preconceito que algumas pessoas negras têm pelas brancas, ou seja, o livro mostra que não existem apenas pessoas de origem branca racista, mas também existem pessoas de origem negra racista. Através de uma história de amor e cheia de conflitos a autora, transmite serenidade e mostra como um amor intenso pode modificar alguém. Mas ao mesmo tempo ela mostra que viver é adapta-se, ou seja, ninguém muda por completo. As pessoas simplesmente acordam e melhoram. O livro também fala sobre alguns grupos de Skinheads, que lutam contra o preconceito. Como já disse o livro é curto e ele pode ser lido em um dia. Gostei muito da história e me apaixonei pelo casal, apesar de tudo. Ou seja, eu recomendo o livro. 



 



14 comentários:

  1. Vou querer ler! Adoro livros que trazem algo sobre História, principalmente sobre a primeira e segunda guerra mundial!
    Sabe me dizer se já tem a edição física publicada?

    Beijos e até logo! <3
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Nossa, o livro parece ser ótimo! Bem bacana a autora consegui passar diversas mensagens e muitas informações para o leitor em poucas páginas. O livro deve ser bem marcante, né? Adorei a resenha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá gostei bastante da sua resenha e o gênero da obra. Sempre leio obras relacionadas com guerras e Hitler e esta com certeza não poderia deixar de lado. Mesmo tendo poucas páginas fico feliz que o autor soube deixar o seu legado na obra.
    Beijos, sucesso.

    ResponderExcluir
  4. Nossa que livro interessante, eu não conhecia e pela sua resenha acho que ele deva ser lindo, histórias de preconceito assim sempre são lindas, fiquei curiosa e espero poder ler també.
    http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Wow, desconhecia esse livro, mas o achei muito interessante! Eu acho que o tema que a autora abordou é delicado, mas necessário problematizar. Moro em uma cidade na qual sempre ouvimos falar de grupos de skinheads. É triste, porque são extremistas e violentos. Matam sem hesitar. Sem sequer pensar que vivemos em outra época, na qual a diversidade está em todo lugar e é preciso aprender a conviver com ela. Achei o livro realmente convidativo. Foi para a minha lista.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro, mas gosto do tema, ele me desperta curiosidade
    com certeza irei adicionar na minha lista

    Mil beijocas
    ⋙ ♥ Blog Livros com café

    ResponderExcluir
  7. Eu já li A Menina Que Roubava Livros, O Diário de Anne Frank e O Menino do Pijama Listrado, sem falar No Colecionador de Lágrimas que é uma aula sobre Hitler, mas a cada leitura que faça onde de alguma a vida de Hitler nos é passada, fico boquiaberto como alguém poder ser tão monstruoso e tão cruel e ainda assim ter seguidores tão leiais, fieis... mas enfim isso é algo pra se refletir, rs gosto muito da temática e fiquei bastante interessado na resenha! :) Abraços!

    joandersonoliveira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. A premissa do livro é bem interessante. O Nazismo é uma temática bastante explorada, mas sempre há algo a mais para falar sobre esse período. Não conhecia esse livro e fiquei com bastante vontade de ler, ainda mais porque mostra uma perspectiva diferente do movimento no Brasil, e ainda há um relacionamento inusitado.
    Ah, o Rascunho com Café indicou o Luxuoso Estilo para responder a Tag das 8. Qualquer dúvida entra lá na blog! Beijos.
    Gabriela Alves
    http://www.rascunhocomcafe.com

    ResponderExcluir
  10. Olá; ainda não conhecia o livro e talvez pela capa nem me interessasse. Mas pela sua resenha, me pareceu uma história bem interessante e que eu gostaria de conferir, é um tema que não vejo muito por aí.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Wow! Não conhecia o livro, mas pela sua resenha parece ser muito bom né? Infelizmente o preconceito é uma coisa que, querendo ou não, está incorporado no ser humano. Muito bom saber que o livro também trata disto. Amei as quotes. Parabéns!
    Beijos
    Carol
    www.sobrevicioselivros.com

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Não sei se leria esse livro. Algumas ideias que são passadas na premissa não me agradaram muito. Não sei se estou no momento ideal para esta leitura. Mas fico feliz que tenha curtido. Aliás essa foi a primeira resenha que li, até porque não conhecia o livro e nem a autora.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir

Copyright © 2013 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal